1.4.12

Cativante

Me encanta tanto, de um jeito espontâneo, essa tua voz,
Assim tão doce, sempre meio quieta, sendo quase inaudível
Rouca, saindo dos lábios, sussurrada. Esse tom que me agarra, me agrada
Conquistando os meus ouvidos sorrateiramente
Ouvidos estes que não se prendem sem motivo
Senão aguçados pela música...
Música...
Assim me soa então, mesmo sem nem perceber
Tua voz me aconchega; Se achega e me faz divagar
Habilmente me arranca dos meus pensamentos, sem sacrifício, sem demora
E lá volto eu pra ouvir mais desse teu jeito de falar...
Uns são assim mesmo, só se apresentam, dizem o nome;
Sem muito floreio, sem dar voltas, arrumam logo um espaço no coração... E então, ficam.
L.M.
01/04/12

Nenhum comentário: