31.7.09


Eu não quero mais desistir de ninguém. Eu ainda quero sentir no âmago todas aquelas sensações esquisitas que a gente tem quando quer os outros perto. Ainda quero sentir aquela coisa estranha e o frio que da com medo de perder aquilo que você conquistou. Quero ficar tremendo na base achando que a qualquer momento eu posso perder tudo que eu mergulhei de cabeça. Ficar sentindo como se tudo fosse se perder num minuto. Ainda que tudo seja doloroso, eu quero isso.
Quero acreditar que vale a pena lutar. Que eu posso acreditar nas pessoas. Que elas podem mudar. Que nada dura mais do que você quer que dure. Que as amizades podem acontecer. Que se eu for sincera as pessoas vão me ouvir. Que eu posso dizer o que eu sinto e que ninguém vai me recriminar por isso. Que eu posso errar e ficar confusa. Que isso não me faz uma pessoa pior. Que eu posso não ser perfeita, nem ter todos os dons do mundo, nem ser insubstituível, mas que eu definitivamente não sou insignificante. Que a minha voz fala mais alto quando eu acredito nela. Porque afinal, vale muito mais a pena e é muito mais fácil falar com veemência do que convencer o meu coração de que nada mais vale a pena. Com certeza vale muito mais a pena. Então, que assim seja!


Felicidade é a certeza de que nossa vida não está se passando inutilmente.