26.11.09



Um quase soneto
 
Pesam meus olhos com o embalo triste
Clama a alma, por descanso aflita
Num cansaço louco, uma canção sofrida
Uma loucura cansada que persiste

E morada fez tanta confusão
Machucando os cantos, tirando pedaços
Humilhando com vontade os passos
Destruindo e rasgando este pobre coração

Amargos e vazios são os pensamentos
Que rondam minha insana mente
Tão vagos e vazios que me trincam os dentes

Por fim vivo um eterno tormento
Uma agonia infindável que me tira a paz
E deixa, este insano corpo, pedindo por mais



L.M.

13.11.09



 
 
"Eu vejo os céus azuis e as nuvens tão brancas
O brilho abençoado do dia
E a escuridão sagrada da boa noite
E eu penso comigo, que mundo maravilhoso
"


Hoje o meu rosto sorri. Sorri de um jeito diferente e inovador. Com vontade nos olhos, com o coração pulsando... A satisfação enche o meu peito e o ar me faz sentir leve. Afinal, nem todos os dias te trazem a sensação de flutuar e se sentir tão mais solta e livre que qualquer coisa no mundo. E nada pode me tirar isso. Aquele momento é meu, e ninguém poderá me tomar.
Eu sinto o mundo girando ao meu redor... Eu sinto tanta coisa que chega a ser difícil definir.. Principalmente uma vontade enorme de agir como eu mesma o tempo todo... Não que eu não seja eu. Mas às vezes a gente mascara... Sinto minha cabeça pesar, meus pés ficarem inquietos, meu estomago borbulhar, meus braços doerem, meu coração se comprimir entre as costelas querendo pulsar... E o meu pensamento... Ah, vai longe...

Ok, agora chega, vou ali terminar de ser feliz, e já volto...

6.11.09


Sometimes
Whatever you do
Each word you say
Encroach on my life, and
Take my breath away


L.M.




(Às vezes
Tudo que você faz
Tudo que você diz
Invade a minha vida, e
Me deixa sem fôlego)
(sweet - doce)