8.1.09


"Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança pra acontecer de novo e não consegue..."

Não há nada que possa resumir uma saudade. Um desejo. Um sorriso. Alguns sentimentos e aspirações simplesmente não tem tradução e, por isso mesmo, nem nome. Aquela pessoa especial que você não sabe se é uma paixão, um amor ou um grande amigo, não tem uma definição específica na sua mente e fica vagando sem rumo.Então acabamos com a "saudade" no peito, gritando em silêncio. E todos os dias que abrimos os olhos parece que ela sempre está em um lugar diferente. Mas é só começar a lembrar e ficamos com a afável impressão que ela realmente tem algo especial que chama nossa atenção e nos deixa assim... parvos. E cada pensamento desses nos carcome a alma e parece que deixa um buraco. Um buraco que contraria as leis da biologia e só dói de fato quando parece que tudo está muito longe e intocável. E tudo que se quer é ter um meio de voltar no passado ou avançar no futuro. Porém como tal "milagre" não existe, nos conformamos em matar o pobre tempo [num paradoxo até engraçado, porque afinal, é ele quem nos mata] e vermos se conseguimos chegar ao tão esperado momento. E quando ele chega, queremos que tudo vá bem devagar, pra mais tarde, quando tiver que acabar numa hora qualquer, volte a correr só pra chegar de novo os momentos que anseamos. Afinal, o que não faz uma saudade...

"Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraçá-la."

Nenhum comentário: