28.6.10


Deixe correr os dedos
deixe bater o coração
a alma fala mais alto
mais claro, mais firme

Deixe que chegue a saudade
Deixe sofrer correr as lágrimas
O coração se engana
Mas cada sensação é única

Deixe que sonhe
Deixe que cante
Se deixe estar, abrace
Amanhã é muito longe

Agora

Nada de idéias férteis
Nade de poemas agitados
Afinal prefiro só saber que
Te fiz sorrir, de algum jeito
Nem que seja tenha sido só por
                            [um minuto

L.M.


As verdades saem da alma, dos olhos, das mãos...



Mesmo que ninguém nunca fique sabendo dessas verdades...



Basta que nós saibamos

Porque nos serão eternamente




únicas...

Um comentário:

Anônimo disse...

lindo perfeito!!!! obs: eu sei .. depois vc me pregunta o q eu sei!!! rsrrs.bju.amo vc!
Ingrid