15.10.09


Quando faltou poema

Eu preciso de poemas novos
Porque os antigos já não falam mais
Falta-lhes a graça e vigor
que tinham quando eram novos

Eu preciso de estrofes novas
De estrofes que façam sentir música
que façam sentir cor, perfume e ser
fiéis, esperançosas, sorridentes. Verdadeiras.

Eu preciso de versos novos
para resumirem em pouco espaço
toda a imensidão do  meu âmago
e a profunda obscuridade do meu ser

Eu preciso de frases novas
que não precisem sempre de verbos
solitárias e infindáveis no papel
mesmo que a linha não seja ilimitada

Eu preciso de letras novas
aconchegantes, redondas, convincentes
que aquietem as pernas, e façam saltar os olhos
revirando qualquer coração

Eu preciso de pontos novos
que pausem na intriga e ansiedade
mostrando o começo e o próprio fim
pra que ninguém se perca

Eu preciso de papéis novos
porque os velhos jamais suportariam
todo o peso da perfeita poesia
mesmo que essa não seja assim, tão nova

L.M.

3 comentários:

Angela disse...

Muito foda! *-*
Sou sua fã! Adorei especialmente as duas últimas estrofes ^__^
beijões =**

Jenny disse...

Tem selinhos pra ti no meu blog!

Anônimo disse...

Eu vim, viu, viu,viu...? voce disse que eu não entro mais aqui =P