23.1.11

Será, o que há de ser



Será que eles ainda acreditam no amor?
Será que lhes dói o coração? 
Será que choram chuvas de lamentos?
Não se sabe, não se ve...

Talvez deixem só os seus próprios olhos
encarregados de toda a emoção...
Talvez nem tenham sentimentos...
Não se pode saber.

Sinto falta dos abraços,
dos laços sem dor...
Quem levou embora o que me matava?
Quem deixou a ferida aberta afinal?

E vale a pena sofrer?
Onde estão as regras?
Mostrem-me o contrato
ou me recuso a deixar de amar...

Um comentário:

Heitor e Ingrid disse...

amo vc demais amiga! e o quanto mais escreve mais eu percebo que minhas convicções são muito iguais as suas!
amo ler seus "pensamentos"!